Escolha uma Página

Guia Prático de Como Abrir uma Empresa de Forma Simples e Rápida!

Você quer saber como abrir uma empresa e sair da informalidade? O processo pode ser fácil e rápido, dependendo da modalidade pretendida. Veja quais são as atribuições do empreendedor na empresa, quais passos e documentos ele precisa para formalizar seu negócio.

20 out 2021

Tempo de Leitura: 16 min.
como abrir uma empresa

Você pensa em levar o seu negócio para formalidade ou até abrir um novo empreendimento e já está se perguntando como abrir uma empresa? Para a maioria das pessoas, a primeira coisa que vem à mente quando falamos em abrir uma nova empresa é: taxas e burocracia.

Mas a boa notícia é que esse processo pode ser mais fácil do que você imagina. E a depender do tipo de empresa que você pretende abrir, você consegue fazer a maior parte dos processos de dentro da sua própria casa em menos de 10 minutos. Apenas com o acesso à internet.

É válido lembrar que ter uma empresa significa que você será seu próprio chefe e poderá gerir onde exatamente você irá aplicar seu tempo e recursos para desenvolver seu empreendimento. E é claro, terá que assumir todas as atribuições de um empresário, assim como todos os benefícios.

Por que você deve abrir uma empresa

Se você chegou a esse artigo, muito provavelmente já tem um negócio próprio, ou ao menos uma ideia do que pretende fazer para começar um. E mesmo que não tenha, vamos te indicar os passos necessários para começar um empreendimento da forma certa, podendo desfrutar de todos os benefícios e obrigações de um empresário.

Se você já atua em algum mercado, um dos maiores benefícios de abrir uma empresa é a possibilidade de legalizar seu negócio. Afinal, há uma série de riscos que se corre ao se manter uma empresa na ilegalidade, principalmente se você conta com funcionários, parceiros ou colaboradores para movimentar o negócio.

E é claro que não ter uma empresa formalizada e registrada pode acarretar em diversas consequências impactantes para o bolso do(s) responsável(eis), principalmente se você é um pequeno empresário.

Acredite, o prejuízo em lidar com algum possível problema jurídico num negócio informal, geralmente é muito maior do que o custo para formalizar e manter uma empresa. Principalmente se você levar em consideração que hoje em dia já é possível legalizar ou abrir uma empresa de forma legal com um custo baixíssimo (por volta de R$60,00 mensais).

Mas, qualquer pessoa pode abrir uma empresa? Você pode estar se perguntando. E sim, qualquer brasileiro com mais de 18 anos que não receba Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social ou aposentadoria por invalidez consegue abrir uma empresa no Brasil.

E existem diversos tipos de formatos de empresas disponíveis para formalização que podem se adequar às suas necessidades, você pode ser:

  • MEI (empresa para Microempreendedor Individual);
  • ME (Micro Empresa);
  • EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada);
  • entre muitos outros.

Mas não se apegue a isso por agora, vamos detalhar mais pra frente quais os tipos de empresas que existem e qual você pode escolher para começar seu negócio.

Mas, independente do tipo de empresa que você queira abrir, tome nota de alguns passos importantes que você deve definir antes de abrir uma empresa no Brasil.

primeiros passos abrir empresa

Primeiros passos para abrir uma empresa

Existem algumas etapas simples que você deve analisar antes de abrir uma empresa formalmente. Se você já tem um negócio e deseja apenas se formalizar, você pode achar que deve pular algumas etapas abaixo, mas recomendamos.

Por outro lado, se você está na etapa de planejamento e elaboração do seu plano de negócios, levantar as seguintes considerações pode ser muito importante na hora de abrir uma empresa.

Veja esses 5 passos simples para abrir uma empresa de sucesso!

    Passo 1 – Pesquisa de mercado

    O primeiro (e talvez mais importante) passo para abrir uma empresa é fazer uma pesquisa de mercado. Fazer essa pesquisa de mercado irá indicar se há boas oportunidades de transformar suas ideias de negócio em sucesso.

    O nome pode até fazer parecer que a pesquisa de mercado é algo mais difícil do que realmente é. Basicamente, o que você precisa fazer é reunir informações sobre potenciais clientes e empresas que já operam na área que você pretende atuar.

    Caso você tenha dificuldades para fazer essa pesquisa, você pode visitar as páginas e redes sociais das empresas que já atuam no mercado em que você está ou vai atuar, e analisar os comentários, a reputação e até o tipo de produto/serviço fornecido por essas empresas.

    Essa pesquisa de mercado, apesar de bem simples, vai te ajudar a reunir informações suficientes para encontrar brechas e individualidades suficientes para que você consiga uma vantagem competitiva para explorar no seu negócio.

    Passo 2 – Plano de negócios

    O plano de negócios é a base de qualquer empresa. Se você já tem um negócio e ainda não fez o seu plano de negócios, tenha certeza que você pode estar deixando “dinheiro na mesa”. Isso significa que você pode estar deixando passar pontos e detalhes que podem te dar prejuízo ou alavancar o seu negócio.

    Para você ter uma ideia, um plano de negócios funciona basicamente como um roteiro de como administrar e estruturar todos os processos internos referentes ao empreendimento.

    Nessa etapa, você poderá analisar os dados da pesquisa de mercado que você fez e fazer um verdadeiro brainstorm de informações e ideias para filtrar o que pode ou não ser mantido para criação e desenvolvimento de sua empresa.

    Passo 3 – Definir o nome da empresa

    O nome da empresa é muito importante para qualquer modelo de negócio que você pretenda abrir ou formalizar. Caso ainda não tenha, você precisa usar sua criatividade para criar o nome da empresa de forma que transmita a alma do seu negócio.

    Existem diversas maneiras de fazer isso e você pode usar recursos para te ajudar nessa etapa. Você pode usar ferramentas de criação de nomes empresariais, pesquisar empresas similares e até pedir ajuda a amigos e familiares para te ajudar a criar um bom nome.

    Usar esses recursos como fonte de inspiração pode ser a chave para encontrar nomes de empresas criativos e que possam ser usados por você para criar seu próprio nome empresarial de forma autêntica e criativa.

    Passo 4 – Produto ou Serviço

    Talvez, o que te impulsionou a abrir sua empresa seja uma ideia repentina para criação do seu próprio modelo de negócios. Seja comercializando ou produzindo seus próprios produtos, ou trabalhando com prestação de serviços, você precisa pensar em maneiras de desenvolver um produto/serviço que atenda uma necessidade do seu público-alvo.

    Se você já tem um negócio funcionando, você provavelmente já sabe qual necessidade você consegue suprir, mas se ainda pretende desenvolver um produto ou está implementando um serviço, vale a pena se perguntar sobre como esse produto/serviço vai impactar a vida das pessoas, assim como onde você encontrará fornecedores, mão de obra (caso precise), local de armazenamento, validade, entre uma série de pormenores que possuem relação com o negócio que você deseja abrir.

    Passo 5 – Branding da empresa

    Se você já tem um planejamento de negócios, um bom nome e um bom produto ou serviço para ser comercializado, você precisa dar atenção ao branding de sua empresa. De forma bem simples, o Branding é a forma que sua empresa se apresenta e se posiciona no mercado.

    Fazer o branding envolve colocar em prática diversos processos que visam criar e definir sua empresa com uma marca relacionável, significativa e relevante no mercado em que atua. Geralmente esses processos envolvem a criação de uma logomarca original e uma boa identidade visual, seja para a fachada do negócio, uniforme, produto e até para o site ou perfis em mídia social.

    Fazer o branding da empresa é tão importante que, de acordo com pesquisa levantada pela Lucidpress, empresas que apostam no seu branding conseguem o aumento médio de 23% nas suas receitas de forma orgânica.

    Agora que você conhece os passos principais de como abrir uma empresa de forma simples, vamos aos tipos de empresa. Vamos dar um panorama geral sobre os tipos de empresas mais comuns para que você possa escolher qual o melhor formato para você!

    tipo de empresa

    Tipos de empresa – Qual escolher?

    Como falamos anteriormente, existem diversos formatos de empresas que você pode abrir. Os mais comuns para empreendedores que estão entrando agora no ramo empresarial são:

    • MEI (Micro Empreendedor Individual) – que apesar de ter algumas limitações quanto a faturamento, sócios e funcionários, é o formato mais simples e prático de ser aberto.
    • ME (Micro Empresa) – Formato de empresa que possui mais liberdade quanto a faturamento, sócios e funcionários que o MEI.
    • EPP (Empresa de Pequeno Porte) – Empresas com ainda mais liberdade quanto ao faturamento (geralmente alto) e alta capacidade de comercialização (seja para compra ou venda) de produtos e serviços.

    Agora, vamos analisar um pouco mais sobre cada uma dessas modalidades de empresa, assim você poderá escolher de forma mais assertiva qual se adequa mais às suas necessidades!

    Como abrir uma empresa MEI

    Caracterizado como um dos formatos mais práticos para quem deseja sair da informalidade ou começar uma empresa é através do MEI. Você muito provavelmente já deve ter ouvido falar nesse tipo de empresa, afinal, de acordo com o Ministério da Economia, apenas em 2020 mais de 80% das empresas abertas foram nesse formato.

    Um dos maiores motivos para o MEI ser a alternativa mais buscada entre todos os outros tipos de empresa é devido a sua facilidade de acesso, que é muito mais simples do que qualquer outro método para se registrar uma empresa e é uma excelente alternativa para quem está começando a empreender.

    Mas antes, você precisa saber:

    O que é um MEI?

    MEI ou Microempreendedor Individual é um modelo empresarial instituído em 2008, através da Lei Complementar nº 128 que tem o propósito de facilitar a adesão à empreendedores que são considerados informais e atuam de forma autônoma.

    Em linhas curtas, uma empresa MEI é exatamente uma empresa comum, assim como qualquer outra, com suas atribuições, requisitos e benefícios, que foi iniciada através de um empreendedor autônomo ou que possua, no máximo, um funcionário.

    Através da abertura de empresa MEI, é possível ter um cartão de CNPJ, solicitar o alvará de funcionamento (caso queira), emitir notas fiscais, usufruir de benefícios previdenciários, abrir conta empresarial e até contratar um funcionário.

    Requisitos para ser MEI

    Mas é claro que para usufruir de todos os benefícios é preciso estar dentro de alguns requisitos simples, como:

    • Ter limite de faturamento anual de no máximo, R$ 130 mil ao ano, após mudanças recentes no faturamento do MEI;
    • Pode contratar apenas 1 funcionário (com salário mínimo nacional ou piso da categoria);
    • Exercer atividades de cunho intelectual (médicos, engenheiros, dentistas, nutricionistas, fisioterapeutas e etc);
    • Não deve ter sócios no negócio ou ser sócio ou administrar de outra empresa;
    • Não ter outra empresa já aberta no nome.

    Se você se perguntava como abrir uma empresa de prestação de serviços simples e comercialização de produtos, com certeza o MEI é uma solução excelente. Mas, qual é o processo para abrir uma empresa nesse formato?

    É mais simples do que você imagina.

    Como abrir uma pequena empresa MEI

    Para abrir uma empresa como MEI você precisa inicialmente analisar a área de atuação de sua empresa. Para isso você pode acessar o Portal do Empreendedor e conferir na lista oficial do governo todas as ocupações permitidas para o MEI.

    Depois de descobrir se sua empresa se encaixa em alguma (ou mais de uma) das ocupações permitidas para o MEI, há duas maneiras de prosseguir com o registro da empresa. A primeira é através da internet e a segunda é pelo SEBRAE.

    Na internet, você irá acessar o Portal do Empreendedor e selecionar a opção: Quero ser MEI.

    portal do empreendedor

    Ao clicar nessa opção, você será levado para uma página com diversas opções. Você pode navegar à vontade e tirar todas as suas dúvidas a respeito do MEI. Mas, para prosseguir com o processo, selecione a opção: Formalize-se.

    Depois de fazer esse processo, basta preencher seus dados e os dados de sua empresa e pegar seu Certificado de Microempreendedor Individual, que é emitido assim que você faz todo o preenchimento dos formulários online.

    Você também pode agendar um atendimento para o Sebrae e fazer o processo de abertura de empresa diretamente com eles. O certificado também sai na hora e você contará com o suporte de profissionais que já atuam nessa área. Antes de se dirigir a unidade Sebrae mais próxima, verifique a disponibilidade de atendimento na filial desejada.

    Agora basta ficar atento para pagar sua mensalidade do Simples Nacional (sistema de tributação simplificada do governo) todos os meses através do próprio Portal do Empreendedor (comércio ou indústria a taxa é R$ 56,00 e prestadora de serviços R$ 60,00) para usufruir dos benefícios de ser MEI e ficar atento para não ultrapassar o teto máximo de faturamento (R$ 130 mil anual).

    Como abrir uma empresa ME – Microempresa

    Se o tipo de empresa no formato MEI não for pra você, descobrir como abrir uma micro empresa pode te ajudar a criar seu negócio ou até a formalizar o negócio que você já tem.

    Geralmente a ME (Microempresa) é o formato mais procurado para quem já fatura acima de R$ 130 mil por ano (seja MEI ou negócio informal), ou para quem não se encaixa nas categorias de serviço aceitas pelo MEI. Nesse caso, a Micro Empresa pode faturar até R$ 360 mil ao ano.

    Diferente do MEI, a Micro Empresa possui três modalidades distintas. A EIRELI, EI e a Sociedade Limitada. Mas pode ficar tranquilo que vamos detalhar tudo sobre essas modalidades para você. Mas antes, vamos te explicar brevemente o que é uma microempresa!

      O que é uma Microempresa ME?

      Uma Microempresa é um modelo criado pela Lei do Simples Nacional com o objetivo de definir empresas que possuem um faturamento de até R$ 360 mil reais anuais como “microempresa”. Assim como o MEI, a modalidade de ME permite que o empresário empreenda sozinho, ou em formato de sociedade (com mais pessoas).

      Naturalmente, as microempresas também podem optar pelo Simples Nacional e possuem uma maior liberdade quanto à modalidade do empreendimento e quanto ao número de funcionários que podem participar do quadro colaborativo do negócio.

      Mas, como abrir uma microempresa? É o que vamos ver agora mesmo!

      Como abrir uma microempresa

      A primeira coisa que você precisará para abrir uma microempresa é o auxílio de um bom contador ou empresa de contabilidade. Ele deverá estar presente não apenas na abertura da empresa, mas também será o responsável por toda manutenção de serviços contábeis do negócio.

      Após fazer isso, você precisará levar seu planejamento de negócio e o nome da empresa a sua empresa de contabilidade de confiança e irá definir o regime jurídico da empresa (se será EI, EIRELI ou LTDA). Não se esqueça de levar toda documentação exigida pelo seu contador.

      Logo após isso, vocês irão fazer a escolha das atividades empresariais do seu negócio (CNAE) e escolher o regime tributário. Depois, será preciso elaborar o Contrato Social e levar toda a documentação na Junta Comercial da sua cidade.

      Por fim, basta tirar o alvará de funcionamento e localização e fazer a Inscrição Estadual. Mas e quanto ao regime Jurídico? Como escolher o modelo certo para a minha empresa?

      Como escolher o Regime Jurídico para sua ME?

      Existem três tipos de Regime Jurídico que são usados em microempresas e empresas de pequeno porte. São eles o EI, EIRELI e Sociedade Limitada (LTDA). Saiba a diferença entre eles agora mesmo e escolha o método que mais se encaixa ao seu negócio.

      EI (Empresa Individual) – É a natureza/regime jurídico de uma empresa. Como o próprio nome diz, é utilizado para pessoas que desejam ter uma empresa sem participação societária. Ou seja, é uma das melhores opções para o empreendedor que se pergunta como abrir uma empresa individual com mais liberdade de contratação e faturamento se comparado ao MEI.

      A grande questão aqui é que a empresa que estiver enquadrada no formato EI terá o patrimônio vinculado ao do proprietário do negócio. Esse patrimônio pode ser usado inclusive para o caso de possíveis pagamentos de dívidas.

      Eireli (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada) – Assim como a Empresa Individual, o EI é um regime jurídico que faz parte do escopo da empresa e assim como EI, para o formato Eireli, a empresa não pode possuir participação societária, sendo o empreendedor o único proprietário da mesma. Até aqui, tudo segue a mesma coisa da EI. Mas qual a diferença entre a Eireli e a EI?

      A maior diferença está ligada ao capital social da empresa. No formato EI, não há um capital social mínimo exigido. Já para abrir uma empresa com natureza Eireli, o empreendedor precisa ter um capital social de 10 salários mínimos vigentes no dia da abertura ou formalização do negócio.

      Além disso, o patrimônio particular do empreendedor não fica vinculado ao patrimônio da empresa. Ou seja, em casos de possíveis dívidas, o valor não poderá ser descontado do patrimônio pessoal do proprietário. Se você já tem o valor do capital social, é muito recomendado se ater a como abrir uma empresa EIRELI com seu contador ou contabilidade.

      LTDA (Sociedade Limitada) – O regime de Sociedade Limitada é quando o negócio possui pelo menos um sócio ou mais. Nesse caso, a empresa passa a ter um patrimônio vinculado ao patrimônio pessoal dos sócios, que inclusive pode ser usado para o pagamento de possíveis dívidas.

      abrir uma empresa EPP

      Como abrir uma empresa de pequeno porte – EPP

      Uma Empresa de Pequeno Porte (EPP) é um formato de empresa que possui uma receita bruta anual acima de R$ 360 mil até R$ 3.6 milhões de reais. É o formato empresarial para quem já tem uma empresa que fatura um valor dentro dessa janela e pode ter ou não participação societária.

      A melhor (e única) maneira de abrir uma Empresa de Pequeno Porte é seguindo os mesmos passos de uma Microempresa, ou seja, através de uma contabilidade ou um contador de confiança. E aqui, assim como na ME, há uma maior flexibilidade quanto ao regime jurídico da empresa, que também pode ser escolhido entre EI, Eireli e Ltda. Funcionando da mesma forma que a anterior.

        Mas e o Simples Nacional?

        O Simples Nacional é um regime de tributação simplificada, ou seja, é um sistema onde as empresas pagam todos os principais tributos em única guia (Cofins, ICMS, ISS, INSS, IPI, PIS, entre outros). É um formato que simplifica muito todos os processos burocráticos para se manter uma empresa sempre em dia com suas obrigações fiscais e previdenciárias.

        Mas, como abrir uma pequena empresa com o simples nacional? É bem simples. Se você optou pelo formato de empresa MEI, você já é optante pelo Simples automaticamente. Caso tenha optado por abrir uma Microempresa ou uma Empresa de Pequeno Porte, você deve escolher essa opção com o contador que irá fazer o processo de abertura da empresa. Viu como é fácil?

        Espero que esse artigo tenha te mostrado como abrir uma empresa é simples. Talvez até mais do que você imaginava, não é mesmo? Se esse artigo te ajudou, não se esqueça de divulgar em suas redes sociais e ficar atento a esse blog! Qualquer dúvida, basta comentar abaixo, estamos prontos pra ouvir você!

          O que você achou desse conteúdo?

          Esperamos seu feedback nos comentários e que você volte sempre para conferir mais informações para crescer seu negócio.

          Sobre o autor:

          Dênis Ferreira - CEO da Hidrogênio Digital
          Especialista em Marketing Digital, cursou Publicidade e Propaganda na Uniube e EFB na Kaplan, NY. Tem no marketing digital para pequenos e médios negócios sua paixão e busca a inovação a todo instante.

          0 comentários

          Enviar um comentário

          O seu endereço de e-mail não será publicado.